Vídeo vaza no whatsapp universitarias garganta profunda leitinho na garganta por namorado de juiz de fora – mg - 1 min 22 seg

Categoria:

Tag: ,

1594 visualizações

vote:

Nas primeiras ligações estava tudo profissional, até cair no whatsapp…Quando ele add ela no whatsapp viu a foto dela que e uma foto que ela esta com a parte de cima do bikini na praia, ele elogiou ela e logo em seguida perguntou se ela era casada. Ela fica linda nestes momentos, pois nada mais lindo do que uma mulher que demonstra gostar da coisa e que sabe como fazer!Bom eu tinha 13 anos ,era curiosa e resolvi olha alguns vídeos na Internet ,perbeci q aquilo foi me excitando , fiquei molhadinha e por mais q tivesse 13 anos eu jaa era bem intendida.

gemer eu com o rosto todo molhado do gozo dela , virei ela de lado , o cuzinho dela estava molhadinho com o gozo dela que escorria , tirei a cueca e coloquei a cabeça da pica nele ,ela deu um grito meio que gemido , nele não eu nunca dei ele para ninguém , eu queria tanto aquele cuzinho dela que quanto mais ela tentava tirar mais eu metia , quanto ela notou já estava tudo dentro , comecei a fazer o movimento de tira e bota até atochar tudo nele e ela gemendo de tesão e me chamando de safado , ficamos assim uns 10 minutos até que não aguentei e gozei muuuuuito , depois disso já metemos várias vezes ,e metemos até hoje , só consegui comer a buceta depois da 4 vez , e todas as vezes que transamos sempre ela me pede para botar no cuzinho delicioso dela e eu como um cunhado satisfaço o seu desejo , e ela me retribui com uma mamada que me deixa louco até gozar na garganta dela viramos amantes casual ….

Com uma toalha, sequei os cabelos, um pouco úmidos da chuva…Percebi pelas câmeras, a sombra de um carro escuro estacionar frente a porta de vidro…Eram 7:28hs…as sinaleiras desligaram, a porta abriu e desceu rápido uma mulher que se aproximou da porta de vidro…Deve estar se abrigando da chuva !…Pensei…Mas com a chave, bateu no vidro da porta…Quem será ?…Não queria atender ninguém, queria trabalhar tranquilo , sem pressão…Uma segunda batida, me despertou a curiosidade, pois pelas câmeras não podia identificar quem era…Atravessei a sala escura da recepção e surpreso, não acreditei !…Abri a porta rapidamente…Junto com o vento frio, entra ela e num impulso nervoso, se atira num abraço…Carla !!!…Seu corpo tremia, suas mãos úmidas demonstravam em excesso , a adrenalina e o medo…Carla era casada, morava numa cidade próxima, já nos conhecíamos há algum tempo, fazíamos sexo pelo computador…Só tinha acontecido um beijo, daqueles inesquecível, na primeira vez que esteve comigo…Ai, Carlos, estou com frio ! Me leva pra dentro…pediu elaAmor, sua louca …Não fala…não fala nada…Só me beija, estou muito nervosa !…respondeu ansiosa!Fomos caminhando colados, a sala ainda escura devido a hora e a chuva lá fora…Sua boca estava úmida e quente…Seu hálito gostoso e o momento inesperado, me excitou…Entre tropeços, alcançamos a segunda sala… ela me beijava, com saudades, com medo e com excitação…Deixa eu sentar, minhas pernas tremem, disse ofegante…Sorri, ainda não acreditando na loucura daquela mulher…mas uma onda de prazer me invadia…Eu e ela, estávamos seguros ali…Era sábado, com chuva…ninguém iria aparecer para interromper aquele momento de amor…A cidade ainda dormia e as pessoas também…Olhei ela sentada…Estava elegante, um vestido solto de tecido leve…a botinha de salto era delicada e no pescoço, uma corrente fininha brilhava sobre a pele clara…Ela percebeu meu olhar e me puxou…Vem cá, para de me olhar…estou com vergonha!Ela havia sentado numa cadeira executiva…Dobrei os joelhos e ficamos frente a frente…seus joelhos na minha barriga…minha boca alcançou a sua, num beijo ofegante e desejado… suas pernas se abriram, para ficarmos mais próximos…ela sentou mais na ponta da cadeira e senti seus seios encostarem no meu peito…Sua respiração dentro da minha boca, me excitava profundamente…seu vestido subiu, mostrando as pernas acima dos joelhos…minhas mãos deslizaram, acariciando aquelas pernas quentes e trêmulas…Sussurrei no seu ouvido : Vamos sair daqui?…Vamos a um motel…Não… me beija…preciso de ti, quero voce agora… me beija…Minha boca amassava sua boca quente…minha língua tocava a sua, as vezes de leve, outras furiosa…nossa saliva molhava os lábios…ela, de leve mordiscava a ponta da minha língua…Sua respiração aumentou e mostrando dominar a situação, pegou minha mão e colocou sobre sua perna…senti calor e excitação naquele toque…minha mão deslizava no tecido fino e num impulso minha mão entrou por baixo do vestido, sentindo as coxas úmidas e quentes…ela gemia cheia de tesão…lhe sussurrei :Amor, vamos a um motel !!…Não, não quero correr riscos…Quero deixar meu cheiro aqui no teu trabalho…Estou sentindo muita tesão aqui !…disse-me ela !…Vem , amor…me possui !Diante do seu desejo, beijei seus seios cheirosos…minha mão tocava suas pernas e sentia a calcinha molhada…não resisti e fui descendo, beijando seu ventre, por cima do vestido leve que cobria metade do seu corpo quente.

vougozar dentro dessa sua boquinha e te dar todo meu leitinho você quer? Quero muito respondi,dá seu leitinho pra mim dá Tiago.

"Quando estavamos com mais ou menos 2 anos de casados, eu vacilei e ele me pegou entrando no motel com um dos meus machos, inclusive meu marido até o conhece, porque havia apresentado como amigo de faculdade, e na verdade foi um ex-namorado com quem eu trepava desde a adolescencia.

Ele gemia baixinho enquanto fudia minha boca como se fosse uma buceta…então depois de mamar e punhetar aquele caralho por alguns minutos senti jatos quentes de porra inundarem minha garganta.

Ver Informações