Comendo a japa safada

211 visualizações

18 seg

Categoria:

Tag: , , , , ,

211 visualizações

18 seg

Categoria:

Tag: , , , , ,

Comendo a japa safada

Comendo a japa safada

O rapaz tagarela, que agora sabia o seu nome que era Rodrigo, entrou no carro e saiu. Por favor, não me negue isso!Abriu a blusa e me mostrou os dois seios.

Ele estava terminando a construção de um edifício de apartamentos e como o lote pertencia originalmente a ele, ele o cedeu à construtora em troca de um dos apartamentos de cobertura.

Eu rebolava e deixava ele ainda mais louco de tesão.

Eu estava usando um vestidinho bem apertadinho, tipo tubinho, sem calcinha. Mas apesar de acumulado, todos os dias eu tenho que me socar.

Ele me mostrou que andava sempre com a minha calacinha no bolso das calças e eu decidi que estava na hora de trocar a calacinha e dei lhe a calcinha que estava a usar no dia e ele deu me a anterior. Então coloquei um biquíni fio dental, minha canga e apetrechos e fui.

Cidadãos comuns que mereciam relaxar antes do final de semana. E que piroca!Grande,grossa e cabeçuda:22 cm,bem do jeito que eu gosto.

Vai logo que eu to mandando, porra! – gritou Rodrigo, bem ríspido e forçando meus ombros para baixo. Olhei para o criado mudo e realmente o notebook estava ligado, apenas com o ‘descansador de tela’. Anastásia se levanta e vai na sala e senta do lado dele.

Puxei sua calça, em fraçao de segundos, e fui pra cima dela acariciando sua buceta com o dedo por cima da calcinha, falei olhando com uma cara de tarado pra ela, “que agora não teria mais volta”, ela sorrio e mais safada ainda me responde: “me fode”.

O que passo a contar aconteceu comigo há um ano e meio atrás, moro numa cidade do interior de Rondônia, sou casado e uma bela manhã eu estava sozinho em casa, tenho um quintal grande e todo murado.

Comendo a vendedorafazendo ela arder, oque me acordou, já que eu estava quase desmaiando, ele0 elevador parou no meu andar, o sexto, e eu desci.

Seu peito arfava levemente, denunciando o estado de excitação em que se encontrava, o que ela, embevecida pelo quadro assistido, ignorava. O desejo de a possuir persistia, uma vez que ainda não havia feito isto.