Comendo o cuzinho da loira rabuda

4 min

Categoria:

Tag:

visualizações

4 min

Categoria:

Tag:

Comendo o cuzinho da loira rabuda

Comendo o cuzinho da loira rabuda

Aquelas lambidas estavam quase me fazendo gozar, e eu entrei numa espécie de frenesi, chupando aquele pau, tentando fazer garganta profunda, batendo e esfregando ele na cara, enquanto meu cuzinho piscava como um vaga-lume.

-Ahhhhhh – Foi tudo o que ele conseguiu dizer no momento, e assim que recuperou o fôlego me chamou novamente de puta e repetia sem parar :– Aí que delícia, vai rebola mais, sua puta rabuda, vai, vai, isso, rebola essa buceta no meu pau vai.

Ela me acompanhou com os olhos, uma mulher loira, cabelos cacheados na altura dos ombros, alta, 37 anos, coxas grossas e pernas torneadas, bunda carnuda e empinada a qual estava contida apenas por uma calça legging bem apertada, aparentemente sem calcinha, cintura fina, seios médios, seus olhos eram mais verdes do que a água do mar, o que me levou pensar:ela – ah é, brigada"Desde pequeno sempre me atraiu olhar as pessoas nuas, seja homem ou mulher, mas na minha adolescencia minha timidez não me permitia me aproximar das meninas entao como andava sempre na companhia dos garotos foi normal me aproximar mais dos garotos.

Ela eh sub gerente de um restaurante aqui próximo e precisou fazer uma viagem de fim de semana para inaugurar um outro restaurante. falam português razoável e em geral nem todos estão trabalhando de carteira assinada,sobrevivendo na informalidade…outro dia precisei de um trabalho em meu apartamento e um amigo que tinha outro amigo indicou um deles…era um dia quente eu estava só de bermuda quando ele chegou e se apresentou ao serviço.

Depois voltei pra classeE agora havia uma chuva torrencial caindo lá fora acompanhada de raios e eu já havia perdido o horário do meu ônibus e o metrô era longe demais daqui. Nos finais de semana normalmente saímos e pegamos algum rapaz pra ela se divertir, as vezes participo comendo sua buceta mas o cu ela só me deu uma vez, embora sempre o de para outro, também com minha porra, apenas uma vez a tomou, embora diga que adora quando um homem a solte em sua boca quente e macia.