Corno manso filmando a esposa trepando com outro

1374 visualizações

11 min

Categoria:

Tag: , , , ,

1374 visualizações

11 min

Categoria:

Tag: , , , ,

Corno manso filmando a esposa trepando com outro

Corno manso filmando a esposa trepando com outro

Não era tão inocente para não saber que aqueles dois iam acabar trepando.

Perdi minha virgindade com 14 anos, mais isso vai ser contado em outro conto rsrs, hj vou contar como perdi a virgindade do meu cuzinho. "rápido fiquei em baixo, ela ficou sobre mim e ele já foi enfiando a pica nela, eu fiquei ali um tempo lambendo o grelhinho e vendo o entra-e-sai do pau dele, ela gemia alto e mandava eu chupar com vontade, eu adorei a posição, depois eu sai e eles continuaram fudendo, ele deitou ela é fez ela abrir as pernas o máximo que ela pode, ela sempre me chamando de corno, ele ficou metendo com força, era uma delícia ficar ouvindo o barulho da pica entrando na buceta dela toda melada, ele tirou de dentro e gozou sobre a buceta dela que em seguida fez questão de lamber o pau dele gozado, em seguida ela pediu que ele se retirasse, ele atendeu e foi, deixei ele na porta e voltei rápido pro quarto, ela falou com a cara mais safada…”sou toda sua meu corninho”…caí de boca e xupei toda a buceta dela que estava toda melada…adorei limpar tudinho…essa foi nossa primeira aventuraNão sei porque aquilo me deu um tesão da peste! Percebi que aquela foda tinha sido pela tarde quando eu estava no trabalho. -Acho que vai ter que se aliviar sozinha, olha só como está molhada… – ele sorria, me filmando, entendi o que ele queria… Comecei a me masturbar na frente dos dois, que se masturbavam me vendo faze-lo também… No final, acabei toda molhada e respirando ofegante. com"Ai minha esposa saio de cima do roger e patricia que estava vestida ainda so tirou a calca jeans e sentou de frente no pau dele e ficou cavalgando e minha esposa me deu um beijo e falou ta contente amor vendo tua gata dando pra aquele macho ali e saio.

Fui dar uma volta, e uma hora depois ela mandou outra mensagem dizendo que eles já haviam terminado e já estavam voltando, voltei e parei no mesmo local onde eu havia deixado ela, logo em seguida ela chegou, entrou no carro e me deu um beijo e falou pra irmos, saímos dali e fomos pra uma rua bem escura que fica perto do centro, ela reclinou o banco, subiu o vestido, sem falar absolutamente nada, começou a me beijar e colocou minha mão na buceta dela, a calcinha estava toda melada, olhamos pra ver se não passava ninguém pela rua, afastei a calcinha pro lado e dava pra sentir a porra dele escorrendo, me abaixei e comecei a chupar, chupei o que tinha ficado na calcinha, eu chupava e sentia o cheiro de sexo e da porra que continuava saindo, ela perguntava se eu estava gostando, eu dizia que sim, que estava uma delícia, e ela falava que adorava me ver chupando a bucetinha dela gozada, acho que de tudo que já fizemos, nada foi mais gostoso do que chupar a buceta dela toda esfolada e gozada, é uma delícia, ela voltou a me beijar e começou a me punhatar, me chamava de corninho manso, e falou que se eu queria uma esposinha puta eu havia conseguido, fomos pro banco de trás, ela sentou no meu colo, como ela havia acabado de trepar, estava com a buceta muito receptiva e macia, meu pau entrava muito gostoso, depois de um tempo eu gozei, então saímos dali.