Putinha Capixaba , chupando e dando a bucetinha

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , , ,

Putinha Capixaba , chupando e dando a bucetinha

Putinha Capixaba , chupando e dando a bucetinha

Eugenia, ou negona gostosa, primas e as beatas da area, todos em fila indiana, la vamos nós, igreja lotada, ofertas colocadas (milhos, laranjas, aboboras, melancias, feijão, leite) para o Padre abençoar e se fartar pois ficava tudo pra paróquia, celebração finda todos a se cumprimentar trocar novidades, atualizar fofocas, ou seja voltamos todos aos pecados, principalmente os filhos de Secundino e D Laura, ou seja os viadinhos e as putinhas da região, atacação total partimos em bloco atras de pica arrastão geral, minha irmã mais nova Marina foi pro confessório e atacou a pica de Padre Fidelis, Tereza, atacou o pobre do jardineiro da igreja no deposito de ferramentas, Maria, disse a mãe q iria na casa de Tia Lina com Bianca nossa prima, esta ja havia acertado com 2 vaqueiros novatos na região e foram fazer suruba dentro da mata fechada (Maria adora chupar uma boceta) e nós dizemos a Painho que iriamos com os 4 peões da fazenda jogar sinuca na birosca pertinho da igreja porém bem distante do sitio pra não ter horário de voltar.

No retorno pra casa com as meninas e meu primo Caio andando um pouco na frente, tia Eliane confessou estar bem incomodada com a participação de minha prima Gabi em nossa sacanagem. Fui dar uma volta, e uma hora depois ela mandou outra mensagem dizendo que eles já haviam terminado e já estavam voltando, voltei e parei no mesmo local onde eu havia deixado ela, logo em seguida ela chegou, entrou no carro e me deu um beijo e falou pra irmos, saímos dali e fomos pra uma rua bem escura que fica perto do centro, ela reclinou o banco, subiu o vestido, sem falar absolutamente nada, começou a me beijar e colocou minha mão na buceta dela, a calcinha estava toda melada, olhamos pra ver se não passava ninguém pela rua, afastei a calcinha pro lado e dava pra sentir a porra dele escorrendo, me abaixei e comecei a chupar, chupei o que tinha ficado na calcinha, eu chupava e sentia o cheiro de sexo e da porra que continuava saindo, ela perguntava se eu estava gostando, eu dizia que sim, que estava uma delícia, e ela falava que adorava me ver chupando a bucetinha dela gozada, acho que de tudo que já fizemos, nada foi mais gostoso do que chupar a buceta dela toda esfolada e gozada, é uma delícia, ela voltou a me beijar e começou a me punhatar, me chamava de corninho manso, e falou que se eu queria uma esposinha puta eu havia conseguido, fomos pro banco de trás, ela sentou no meu colo, como ela havia acabado de trepar, estava com a buceta muito receptiva e macia, meu pau entrava muito gostoso, depois de um tempo eu gozei, então saímos dali.

coloca-la sentada numa cadeira, abrir suas pernas e enfiar na sua bucetinha molhada que pedia para ser comida, enquanto apertava seus seios.