Uma Rapidinha Atras Da Escola

visualizações

39 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Uma Rapidinha Atras Da Escola

Uma Rapidinha Atras Da Escola

Comentei isso com meu sogro Eraldo e como ele tinha sido professor antes de ser um empresário,ele se propôs a nos ajudar.

Fomos tomar um banho, almoçamos e como eu havia saído pela madrugada para viajar, estava com sono, queria dormir ao menos 1h, fui para meu quarto, meus tios e minha mãe ficaram organizando a cozinha, minha irmã foi deitar para ficar mexendo no celular. Até que ele me abraçou por trás e eu comecei a rebolar no pau dele bem de leve.

Peço perdão pelo longo conto, mas queria deixar todos os detalhes registrados, nos próximos serei mais breve, isso se gostarem deste, claro.

Bom depois que o ano acabou ficamos um bom tempo sem nós ver;até que ele foi parar em outra escola.

Olá meu nome é Jorge(Nomes trocados pra proteger identidade) sou negro,tenho 1,69 tenho 18 anos,tenho 18cm de pica,chega de apresentação, tudo começou na escola com meu professor de História, Leandro,um homem novo, sarado,gostoso,olhos castanhos,deixava todas as meninas da sala excitada,e a mim também, eu sempre tava um jeito de sair por último da sala pra ficar só com ele,e sempre soltava uma piadinha pra ele saber que eu tava afim dele,certo dia pra meu azar(ou sorte) fiquei ate muito tarde no colégio e o ônibus que levava a gente pra casa já tinha saido,e estava sem dinheiro de transporte pra pegar um ônibus,e do lado de fora do portão vejo uma mão me chamando pra sair da escola,era ele,me ofereceu uma carona,aceitei e entrei no carro dele,conversamos bastante sobre suas aulas,até que o assunto mudou pra sexo,ele me perguntou se tinha alguma aluna que eu já tinha ficado, respondi a ele que não curto muito mulheres,ele ficou em silêncio por um tempo, depois me perguntou se tinha algum professor que eu pegaria,fiquei calado por a resposta seria ele,ele repetiu a pergunta, eu falei que era ele,ele me olhou e ficou em silêncio, e disse tem alguma coisa pra fazer em casa? Respondi que não,ele falou então vou te levar em um lugar algum problema? Respondi que não e ele me levou pra sua casa, chegando lá ele mandou eu sentar,me ofereceu bebida e foi tomar banho,e voltou só de toalha, e assim ficou o tempo todo,bebemos e ele me perguntou se gostava de tatuagem, disse que de algumas,então ele tirou a toalha e ficou nu na minha frente me mostrando a tatuagem que tinha na virilha, fiquei sem ação em vê aquele homem que sempre desejei nu em minha frente,ele já estava de pau duro como rocha e não aguentei e botei em minha boca,era muito grande e grosso mau cabia em minha boca,mas me esforcei o maximo pra engolir aquele pau,ele me deitou no sofá tirou minha roupa,e começou a chupar meu cuzinho,lembia tudo e eu gemia feito louco sempre sonhei com aquele momento, então fizemos um 69 delicioso,ate que pedir pra ele meter aquele pauzao no meu cuzinho,ele me botou de 4 e foi colocando a cabeça do pau era muito grande,doeu bastante, então ele foi metendo e me masturbando pra aliviar a dor,e quando abriu meu cu,ele empurrou de vez,foi uma dor grande,e um tesão maior ainda,ele foi metendo devagar e assim a dor foi passando,ele começou a bombar mas forte,e eu gemia bem alto,e ele metendo bem forte e rápido e batendo em minha bunda,então ele me virou de frango assado e foi metendo e a vontade de gozar foi chegando então ele começou a masturba e eu gozei ele me comendo então achei q ele iria parar,mas não eu não aguentava mas e ele me botou de lado e começou a bombar e eu gemendo feito doido e já chorando de não aguentar mais aquela pica,então ele tirou a pica do meu cu e gozou em minha cara,tomei banho e ele me levou embora pra casa.

Foi logo se posicionando atrás de mim e empurrando aquela rola jurássica sem muito carinho, o que me fez dar um salto para a frente. – Se sua primeira é uma – fez sinal de aspas com os dedos – Rapidinha e dura quarenta minutos, eu imagino as outras – virou-se de bruços – O que eu não daria por uma experiência dessas?Dei um tapinha pousando a mão na bunda dela e apertando.