Vídeo caseiro nacional mulher rabuda metendo gostoso na buceta dessa rabuda bem deliciosa amigo do trabalho de congonhas – sp

1126 visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , , , , , ,

1126 visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , , , , , ,

Vídeo caseiro nacional mulher rabuda metendo gostoso na buceta dessa rabuda bem deliciosa amigo do trabalho de congonhas – sp

Vídeo caseiro nacional mulher rabuda metendo gostoso na buceta dessa rabuda bem deliciosa amigo do trabalho de congonhas – sp

Trabalho em uma multinacional em Campos dos Goytacazes – RJ, e o que passo a narrar aconteceu comigo há cerca de três anos. Dessa vez deitei no chão da sala, peguei umas almofadas coloquei uma no meio de minhas pernas, fiquei cantarolando baixinho pensando no que tinha visto.

Me disse eu quero é vou aproveitar todo dei risada e fomos para o privado, e resumo combinou de me pegar no aeroporto Congonhas porque ficaria mais perto para o caminho dela que iria com pernão de fora( eu tinha falado que adorava pernão bundão e peitão).

Ele queria ver tudo!"Ele disse que meteria, pensei: é agora que vai doer!!! Ele cuspiu 3 vezes em minha buceta, esfregou o pau nela e colocou na portinha e começou a me BEIJAR gostoso. Eu queria matar os meus amigos! Nenhum deles me escolheu como sua dupla! Sobramos apenas ele e eu! Conclusão: nós tivemos que fazer o trabalho juntos!Quando descobrimos no dia seguinte, eu fiquei puto! E, aparentemente, eu não era o único insatisfeito com a notícia.

Ele adorava assistir a mulher dando e até hoje batia punheta vendo o vídeo feito por Aimé junto com Gabriel.

"Faltava apenas três semanas para o fim das aulas e tinha algumas provas chegando! Tínhamos que fazer esse trabalho o mais rápido possível para que pudéssemos começar a estudar para as últimas provas e também para os vestibulares! Uma vez que não tinha mais nada a fazer a respeito do trabalho, eu me levantei e estava puxando minha cadeira para longe deleEssa caseiro se chama Pedro, aparentemente já com seus mais de 40 anos, morava proximo a principal casa da fazenda com sua esposa e seu filho adolescente.

Fui metendo em sua buceta, puxando ela pelo ombro. Ela é uma loira de cabelos cacheados, magrinha com peitos pequenos, uma bunda deliciosa e uma buceta greludinha.

-Ahhhhhh – Foi tudo o que ele conseguiu dizer no momento, e assim que recuperou o fôlego me chamou novamente de puta e repetia sem parar :– Aí que delícia, vai rebola mais, sua puta rabuda, vai, vai, isso, rebola essa buceta no meu pau vai.

Ao ajeitar o sutiã dela, meus dedos roçaram o bico de um dos seios, Pedi desculpas e ela disse que foi gostoso….

Depois das 17h, quando eu saí do trabalho, retornei a ligação, até com certa surpresa.

comia minha mulher na minha cama quando eu estava de plantão…. -Ahhhhhh – Foi tudo o que ele conseguiu dizer no momento, e assim que recuperou o fôlego me chamou novamente de puta e repetia sem parar :– Aí que delícia, vai rebola mais, sua puta rabuda, vai, vai, isso, rebola essa buceta no meu pau vai.