Video porno caseiro novinha garganta profunda levando muita piroca colega da escola bem de osasco – sp

3984 visualizações

2 min

Categoria:

Tag:

3984 visualizações

2 min

Categoria:

Tag:

Video porno caseiro novinha garganta profunda levando muita piroca colega da escola bem de osasco – sp

Video porno caseiro novinha garganta profunda levando muita piroca colega da escola bem de osasco – sp

Eu estava numa posição de frango assado, com as pernas todas para cima, seu pinto socava profundamente a minha buceta e meu cú ficava a mostra, foi nele que a Marlene se concentrou e começou a beija-lo, enfiar a língua, um dedo, dois dedos, três dedos, senti meu cu sendo alargado e a sensação somada ao pinto que socava minha buceta levava-me ao paraíso. O pinto substituiu a língua, enfiando-se na xotinha da irmã, levando-a à loucura com as estocadas que ele deu. Fiquei um bom tempo com aquela piroca na boca, Mauro segurava meus cabelos, e empurrava minha cabeça contra seu corpo.

Olá, vou colocar meu nome como Eduardo, moro em Osasco, tenho 26 anos branco 1. de repente passa uma cena onde o cara da o cu para outro percebe que me colega ficou com tesão…falei para ele brincado gostou da cena.

Eu e a Yasmin sempre tivemos excelência em sexo, tudo era valido dentro de quatro paredes, levando todos nossos desejos para cama, sofá, carro, praça, trabalho, etc… Mas famoso Ménage à Trois, sempre ficava nos contos eróticos que ela lia, nos filmes pornôs que eu via, ou em algumas manifestações de desejo contando alguma história na hora H.

ola sou joao carlos tenho 42 anos casado ha 20 anos com uma mulher conservadora nunca tivemos lua de mel entam com os filhos criados resolvemos sair de viagem para uma chacara no interior de sao paulo saimos na sexta feira a noite e chegamos de manha cansados o caseiro e sua esposa nos receberam bem eram um casal de mais ou menos 50 anos a esposa era mais nova uns 40 anos logo ela se enturmou com a minha mulher eu e o sr antonio o caseiro nao somos de muita conversa tambem ficamos bem eu sai com minha esposa a cavalo pelo mato fomos ate uma cachoeira comecei a beijar ela logo estava transando eu sempre tive tesao por ela mais aquele lugar me deixou com mais esquecemos do tempo e veio o sr antonio ver oque aconteceu quase vio a gente sem roupa fomos para a casa dormimos um pouco a noite resolvemos sar e ir ate a casa do caseiro ja que nao tinha ninquem conhecido por perto ao chegar la eles estavam transando com a porta aberta o sr antonio estava comendo o cuzinho da esposa ficamos olhando um pouco e voltamos pra casa minha mulher es tava molhadinha e eu de pau duro comi ela na varanda tentei comer o cu dela mais nao deixou disse que tinha medo de doer nao insisti e dormimos de manha a esposa do caseiro veio buscar minha esposa para nadar no lago eu fiquei descansando depois fui tambem escutei uns gritos e me abaixei e vi minha mulher de quatro e seu antonio comendo ela a esposa dele armou tudo nao tive reacao fiquei olhando de pau duro o cara tem um pau duas vezes maior que o meu ela nunca gritou e gemeu daquele jeito comigo me senti um trapo fiz de conta que nem vi quando voltaram eu disse que iriamos embora no outro dia pois tinha negocios pra resolver ela concordou a noite tentei comer ela mais ela nao quiz sai pra fora e camihei ate o lago sr antonio veio atraz e ficamos conversando sem deixar ele saber que eu vi tudo pois estava humilhado eu senti tesao ao lembrar da cena ele me pediu para ver meu pau estranhei mais ele disse que queria me chupar vi ali a chance de me vingar sem jeito eu neguei mais ele pegou no meu pau e abocanhou tudo dizendo meu gostoso comi sua mulher mais queria era te dar naquele escuro via so o vulto dele me chupando entao senti meu pau endurecer ele lambia eu ja nao aguentava mais nunca tinha feito isso com homem ele se virou e eu comi o cuzinho dele ele senou em cima de mim e com a mao acariciava meus graos e passaca o dedo no meu cu eu estava gostando ele tentou me comer mais nunca dei e ele era pauzudo demais depois de um tempo resolvi experimentar ele cuspiu no pau e veio empurrando quando entrou a cabeca senti tanto tesao que me abri e ele pois tudo doeu muito mais ele nao parou ate colocar tudo eu estava quase gozando ele tirou e pediu pra chupar ele me chupava e esfregava o pau duro na minha cara entao eu bati uma pra ele e gozamos depois como se nada tivesse acontecido voltei pra casa abracei mimha esposa no outro dia despedimos deles e fomos embora nois nunca haviamos trido um au outro la fizemos tudo eu sabia dela e ela nao sabe do que eu fiz ate hoje nunca esqueci a cena dela com outro e me mastuebo de lembrar a transa minha e aquele cara que alem de comer minha esposa me comeu tambem.

Eram um dia de sexta feira cheguei da escola e fui tomar um banho pois minha namorada ia passar lá mais tarde então queria adiantar meus afazeres so que nao me lembrava que a LUH (nome fictício ) estava lá acabei deixando a porta do banheiro aberta e quando saio do boxe ela esta na minha frente tomei um tremendo susto mais me mantive firme na frente dela e ela me olhando de repente desviou o olhar pro meu pau ai eu sorrir …Ela- Do que esta rindo ?eu – de vc safadaela- sua pica ta crescendo acho melhor voltar ao banhoeu – e pq vc nao me ajuda ao inves de ficar olhandoela saiu do banheiro na hr e eu rir mais fiquei preocupado pelo fato de ela poder contar o ocorrido pros meus pais , mais assim passou ela nao comentou nada e eu fiquei na minha tbm passaram alguns dias e na quarta feira da semana seguinte nao tive aula pois era reuniao de professores como eu ia acordar tarde naquele dia dormir bem avontade so de cueca as 10 da manha levantei fui ao banheiro e saindo de la luh estava na cozinha pedir a ela pra por o meu cafe da manha e ela prontamente resmugouela- coloque vc seu folgadofui chegando pertoeu- oh luh por favor acabei de acordar ainda estou ate de pau duro rsrsrsela – vc e mesmo um safado né deixa eu ver isso aieu prontamente coloquei meu pau pra fora e ela caiu de bocaEu – eu sabia desde aquele dia que vc gostou da minha pica sua putaela- vou sugar cada cm dessa pica com minha buceta seu safadoeu – entao vempeguei ela e levei pro meu quarto joguei ela em cima da cama e chupei sua buceta ate ela gozarela- seu puto que chupada gostosa continua ta gostoso demais to gozando…continuei ate sentir aquele gosto do tesao na minha bocasem da descanso passei meu pau nas entradinhas dela e ela ficando ainda mais louca de tesãoela- enfia logo seu cachorro safadoeu prontamente obedecieu- toma sua puta vc não quer rola entao tomametir com força coloquei tudo de uma vezela – mete vai seu gostoso que pica deliciosafui metendo num delicioso frango assado metir com muita força depois coloquei ela de quarto e que visão aquele cuzinho rosa piscando pra mim mais continuei a meter na buceta dela com força ate que ela anuciou que ia gozar acelerei no vai e vem por queria gozar junto com elaeu- toma toma sua puta goza aqui na minhaela – eu nao aguento mais para aaaaah que gozadatirei meu pau de dentro dela ela ajoelhou na minha frente e gozei na cara da minha putinha a safada engoliu tudinho desde então comia ela sempre que dava…""Sou o Bruno, tenho 25 anos, moro no interior de SP e sou noivo. Os vídeos pornô para nós fazem o papel de afrodisíaco e apimentam em muito nosso sexo, principalmente os de zoofilia, quando mulheres fazem sexo com cachorro, ela fica excitadíssima.

Um dia, rolando um clima já no corredor, passa a novinha do nosso lado enfurecida. Engolia a rola até a garganta, mantendo-a lá dentro por alguns segundos, fazendo movimentos de sucção. Ela então me colocou de quatro, lubrificou meu cuzinho, colocou primeiro um dedo, depois dois e eu estava de cu pra cima e adorando ser penetrado por aqueles dedos, quando ela ajeitou a pica na entrada e forçou um pouco senti muita dor e não aguentei naquela posição, então me deitei na posição de frango assado e coloquei minhas pernas em seus ombros, pus seu cacete na entrada do meu cuzinho e disse: agora pode vir que eu aguento.